Bacalhau no forno à Nilda

Bacalhau no forno à Nilda

O bacalhau entrou na dieta dos portugueses e dos povos europeus por motivações religiosas, em decorrência do cristianismo que era a religião predominante à época, pois ela impunha aos povos europeus o jejum e a abstinência no consumo de carnes e de gorduras em boa parte do ano.

Isso significava que, ou as pessoas tinham uma dieta toda a base de vegetais, ou introduziam uma outra proteína na sua alimentação, que nesse caso foi o peixe. Para os que moravam nas zonas costeiras era fácil encontra peixes frescos a disposição, porém, para quem morava em zonas distante do litoral o consumo de peixes era muito mais difícil.

Mas por que o bacalhau e não outros peixes?  Porque o bacalhau é um alimento excecional, sua proteína é branca e firme, quase sem gordura e quando seca concentra perto de 80% de proteína, há também, uma quase totalidade de aproveitamento do seu corpo.

Até tentaram o processo de secagem e depois de salga com outros peixes, mas não deu tão certo como o bacalhau.

Com o passar dos anos e séculos, o peixe passou de simples gênero alimentar para o símbolo de identidade dos portugueses, ou seja, de comida a princípio utilizada em situação de jejum e abstinência alimentar própria da população pobre, em alimento caro e prestigiado no campo gastronômico e da alta gastronomia.

Como temos uma ligação com o peixe de séculos e é a identidade do nosso povo, sempre vamos encontrar o bacalhau à mesa de uma família portuguesa, com mais ou menos frequência no decorrer do ano, esteja onde estiver a viver essa família no mundo.

Aqui em minha casa é sagrado comermos bacalhau algumas vezes ao ano, não com tanta frequência como gostaria, porque o peixe não é tão barato assim, mas sempre que podemos, consumimos.

As receitas com o bacalhau são infinitas, mas sempre há tempo de confeccionar receitas novas, logo, aproveito e apresento mais uma receita que podemos preparar com o peixe e fica realmente saborosa, não é difícil de fazer e fiz em homenagem a minha esposa no dia 12 de junho, dia dos namorados no Brasil, espero que todos gostem também.

 

 

  • 2 Posta de bacalhau graúdas
  • 5 Dentes de alho esmagados
  • Leite para demolhar o bacalhau (usei 600ml)
  • 3 Cebolas médias cortadas a meia lua
  • 1kg Batatas cortadas aos cubos
  • Colheres de sopa de puré de tomate
  • 1 Colher de chá de colorau picante
  • Azeitonas pretas q.b.
  • 2 Folhas de louro
  • 1 Ramo de salsa
  • Salsa picada q.b.
  • Azeite q.b.
  • 150ml Vinho branco
  • Sal q.b.
  • Pimenta q.b.

 Dados úteis sobre a receita

  • Tempo de preparação: 60 minutos + 6 horas que o bacalhau ficou a marinar no leite
  • Grau de dificuldade: baixo
  • Número de pessoas que serve: 2 pessoas

Num recipiente adicione as postas de bacalhau, acrescente o alho esmagado, cubra com o leite, tape o recipiente e leve para o frigorifico para marinar por 6 horas

Passadas as 6 horas faça a preparação do bacalhau para ir ao forno.

Nas batatas acrescente o sal, o purê de tomate, misture os ingredientes com as mãos.

No recipiente que estava o purê de tomate, acrescente um pouco de água e adicione nas batatas, misture bem e reserve.

Num tabuleiro ou refratário, adicione um fio de azeite e espalhe com ajuda de um pincel.

Acrescente a cebola, uns ramos de salsa por cima da cebola, as folhas de louro.

Retire as postas de bacalhau do leite e disponha no tabuleiro juntamente com o alho esmagado.

Adicione as batatas a volta das postas de bacalhau.

Acrescente o molho das batatas por cima das postas e das batatas, o vinho branco, colorau picante e finalize com a pimenta.

Leve o bacalhau ao forno a pré-aquecido a 200 graus de temperatura por 50 minutos.

Após os 25 minutos, retire o tabuleiro do forno e vire as batatas.

Leve ao forno e deixe terminar de assar o bacalhau.

Assim que estiver assado, retire o bacalhau do forno e prepare os pratos.

Finalize com salsa picada ou oréganos, e azeitonas pretas por cima.

Sirva-se e bom apetite.


Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial