Bacalhau com cebolada

Bacalhau com cebolada

O bacalhau é um peixe que deveria ser consumido com mais frequência pela população mundial por ser de fácil digestão, fonte de minerais e Vitaminas do complexo B, rico em Ômega-3, é considerado um peixe magro, no entanto, comer bacalhau fora de Portugal é muito caro, só a título de informação, e para constatar que isso é verdade, comprei  a pouco tempo um bacalhau inteiro com mais ou menos 3kg por £ 32 aqui onde vivo, é caro como já disse, porém, como sou português não posso ficar muito tempo sem degustar esta maravilha.

O peixe é consumido nos mais diversos restaurantes do mundo, utilizado na alta gastronomia é quase que uma unanimidade entre seus consumidores e isso acontece porque no seu processo secular de cura tradicional não são adicionadas substâncias químicas, realiza-se tudo de forma natural, conservando-se as suas propriedades nutricionais, bem como o aroma, a textura e o sabor.

Aos que olham o preço do produto hoje e o acha caro, e eu me incluo, não faz ideia que ele já foi considerado por muito tempo em Portugal o alimento do pobre, com o passar dos anos houve uma mudança significativa no hábito alimentar do nosso povo e o peixe passou a ser considerado comida de rico, mais ainda assim, é um dos alimentos mais consumidos e apreciados por nosso povo, não é à toa que o elegemos o nosso “fiel amigo”, e possuímos mil e uma receitas cujo principal ingrediente é o peixe.

O bacalhau pode ser confeccionado de forma saudável como a receita de Bacalhau cozido com legumes tradicional e natalício ou pode ser com adição de produtos como natas, manteiga, maionese ou óleo, o que modifica o valor calórico do peixe, pois a gordura ideal para o peixe é o velho e bom azeite.

Não tão menos importante quando se trata do bacalhau é o processo de demolha do peixe cujo objetivo é reidratar os tecidos e retirar o excesso de sal, com a demolha o peixe torna-se agradável ao paladar e retoma a sua a textura característica que uma vez cozido permite a separação das lascas.

 

  • 2 Postas de bacalhau (± 400g cada)
  • 2 Ovos
  • Farinha de trigo
  • 5 Dentes de alho esmagados
  • 3 Cebolas grandes, cortadas as rodelas
  • 1 Folha de louro
  • 1 Colher de sopa de puré de tomate
  • 2 Colheres de sopa de calda de pimentão
  • Azeite
  • Coentros picados a gosto
  • Açafrão a gosto
  • Sal a gosto
  • Pimenta a gosto
  •  Azeitonas a gosto

 Dados úteis sobre a receita

  • Tempo de preparação: 30 minutos
  • Grau de dificuldade: baixo
  • Número de pessoas que serve: 2

Comece a bater os ovos e reserve.

Passe as postas pelos ovos e de seguida pela farinha de trigo.

Numa frigideira ao lume adicione uma boa quantidade de azeite até tapar a metade das postas do bacalhau.

Acrescente os dentes de alho esmagados no azeite e os frite até ficarem dourados.

Assim que os alhos estiverem dourados, retire-os do azeite e reserve.

No azeite quente com o aroma a alho, adicione as postas de bacalhau para fritar de ambos os lados.

Quando as postas estiverem fritas, retire-as para um recipiente forrado com papel absorvente.

Em outra frigideira ao lume, adicione um pouco do azeite que fritou o bacalhau, e de seguida acrescente um pouco mais de azeite novo para completar.

Acrescente a cebola, a calda de pimentão, o puré de tomate, uma pitada de sal, a folha de louro, o açafrão, a pimenta, mexa para misturar os ingredientes e deixe cozer até a cebola ficar macia.

Passado alguns minutos adicione um pouco d’água e aguarde até a cebola ficar macia.

Sempre mexendo, diminua o lume para o mínimo.

Assim que a cebola estiver macia, desligue o lume e prepare os pratos.

Disponha no prato primeiramente a posta de bacalhau, o acompanhamento que foi preparado, por cima da posta e do acompanhamento a cebolada e o molho, os dentes de alho torrados, os coentros e para finalizar as azeitonas.

Espero que goste e bom apetite.

 

 

 

 

 

 


Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial